Author Archive for

04
Fev
14

Atenção, servidores! Tem AGE nesta quarta, às 11h, no auditório do 2º piso da Biblioteca do IFPA – campus Belém

AGE_05_02_14_BibliotecaA Diretoria Executiva do SINASEFE-PA convoca a categoria para Assembleia Geral Extraordinária que acontece nesta quarta-feira, dia 05/02, às 11h, no auditório do 2º piso da Biiblioteca do IFPA – campus Belém com o objetivo de deliberar sobre a seguinte pauta:

1 – Informes locais e nacionais;

2 – Eleições Gerais no IFPA;

3 – Mobilização para a Greve Geral dos SPF’s 2014;

4 – Eleição de OBSERVADORES(AS) para representar a Seção Sindical do Estado do Pará, no 28º CONSINASEFE – Congresso Ordinário Eleitoral, que ocorre em Brasília-DF, no período de 27 a 30 de março de 2014.

Compareça!

04
Fev
14

Deu na imprensa: Alunos do IFPA fecham avenida Almirante Barroso

Atotaesalunos_03_02_14Cerca de 200 alunos do campus de Belém do Instituto Federal do Pará (IFPA) interditam a avenida Almirante Barroso durante um protesto realizado na manhã desta segunda-feira (03) contra as políticas de direção da instituição.

Os estudantes levaram um carro de som e interditaram o cruzamento da avenida com a travessa Mariz e Barros. Segundo o estudante Bruno Filgueiras, estudante de licenciatura plena em biologia, os manifestantes reivindicam eleições diretas na instituição.

“Os estudantes vieram em uma luta legítima, em parceria com os companheiros do administrativo, para pedir as eleições diretas para diretor e reitor do IFPA, além da nomeação do conselho diretor da instituição”, afirmou Bruno.

“Também queremos melhorias do local para os professores, pagamentos de salários atrasados e melhorias dos laboratórios, que estão sucateados”, afirmou. Eles ainda prometem realizar novas manifestações em todos os campi do IFPA pelo Estado.

Equipes da Polícia Militar e da Guarda Municipal acompanham o caso. Com o fechamento da via, a avenida Almirante Barroso ficou congestionada da travessa Mariz e Barros até a travessa Tavares Bastos.

Fonte: DOL www.diarioonline.com.br/noticias/para/noticia-272699-alunos-do-ifpa-fecham-avenida-almirante-barroso.html

24
Jan
14

SINASEFE lança Edital de Convocação do 28º CONSINASEFE

Conv28Consinasefe_24_01_14O SINASEFE NACIONAL publicou ontem (23), no Diário Oficial da União, o Edital de Convocação do 28º CONSINASEFE, que acontecerá de 27 a 30 de março de 2014, em Brasília/DF, possuindo caráter ordinário e eleitoral. Será nele que as bases escolherão a nova Direção Nacional do Sindicato, a qual possuirá mandato válido para o biênio 2014-2016.

Confira o texto na íntegra:

SINDICATO NACIONAL DOS SERVIDORES FEDERAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA, PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA – SINASEFE
CNPJ: 03.658.820/0001-63

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

28º CONSINASEFE – CONGRESSO ORDINÁRIO ELEITORAL

A Direção Nacional do SINASEFE, nos termos estatutários, convoca o Congresso Ordinário do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica, a realizar-se na cidade de Brasília-DF, no período de 27 a 30 de março de 2014, cujo tema central é “Ampliando a unidade na luta contra a precarização”, para debater a seguinte pauta: 1. Aprovação do Regimento Interno; 2. Análise de Conjuntura; 3. Teses de sindicalizados/as; 4. Expansão da Rede; 5. Carreira Única dos/as Trabalhadores/as em Educação; 6. Apresentação dos/as candidatos/as ao Conselho Fiscal; 7. Debates, votação e apuração do resultado; 8. Posse da Diretoria Nacional e Conselho Fiscal.

Brasília, 23 de janeiro de 2014

William do Nascimento Carvalho
Coordenador Geral

Shilton Roque dos Santos
Coordenador Geral

Silvio de Jesus Rotter
Coordenador Geral

Clique aqui para visualizar o Edital na página 178 da edição 16/2014 do DOU

Fonte: SINASEFE-DN

24
Jan
14

Após lançamento da campanha salarial nos estados, servidores federais preparam ato nacional em Brasília dia 05

Os servidores públicos federais deram a largada no lançamento da Campanha Salarial que ocorreu nos estados nesta quarta-feira (22), e serviu para preparar a categoria, desde já, aos desafios que enfrentarão nesse ano. “Estamos começando a mobilização bem cedo e em meio às férias porque sabemos que o governo e a burguesia não dão trégua nos ataques à classe trabalhadora”, explicou o dirigente da CSP-Conlutas Paulo Barela.

Essa Campanha busca reeditar a organização greve realizada pelos servidores em 2012. Neste sentido, o dirigente convocou a categoria a repetir o feito e ampliar a luta. “Vamos, na esteira das jornadas de junho de 2013, lutar pelas reivindicações de nossa pauta unificada, mas também por mais verbas para saúde, educação, transporte e moradia. Enquanto o governo de Dilma Rousseff (PT) abre as torneiras para a construção de estádios padrão FIFA, o povo trabalhador morre nas filas dos hospitais e nossas crianças têm que estudar em escolas precarizadas, sem a menor condição de funcionamento. Por isso, estamos exigindo serviços públicos e salários de acordo com o “padrão FIFA” de estádios, ou seja, de qualidade e que atenda as necessidades de nosso povo”, enfatizou.

O próximo passo é lançar a campanha nacionalmente com um ato em Brasília, dia 5 de fevereiro. Outra importante atividade será a Reunião Ampliada do Fórum Nacional dos SPF, no dia 7, quando as entidades definirão a data da deflagração da greve unificada.

Confira o quadro do lançamento da campanha nos estados:

Rio de Janeiro – O ato reuniu aproximadamente 100 pessoas e contou com a presença das seguintes entidades: Andes, Sinasefe, Asfoc, Sintrasef, Condsef, Sindsprev, Assibge, Aduff e Sintuff. Os servidores manifestaram seu repúdio contra a política de desvalorização do setor e a precarização dos serviços públicos, assim como denunciaram os desvios do orçamento para pagamento dos juros da divida pública. Defenderam ainda que a resposta para a política econômica do Governo Dilma, que ataca a categoria, é a unidade, além de reafirmar a necessidade de unidade para a realização de uma greve dos servidores públicos federais. No Rio, a próxima reunião do Fórum estadual que será realizada no dia 28/01/2014.

São Paulo – Houve uma plenária no auditório do Sinsprev que contou com a presença de mais de 120 pessoas e representações de diversas entidades do funcionalismo público. O ato contou com a representação do Sinsprev, Sintrajud, Sinal, Assibge-SN, Sindifisco e as centrais CSP-Conlutas e Intersindical. A CSP-Conlutas Nacional foi representada pelo membro da Secretaria Executiva Nacional, Paulo Barela, e a estadual por Paula Pascarelli.

Brasília – Foi realizado um ato no Espaço do Servidor (MPOG), com representantes da Condsef, CSP-Conlutas, CUT e Sindsep-DF. Ceará – Os servidores realizaram um ato público em frente à sede do Departamento Nacional de Obras contra a Seca (DNOCS), com aproximadamente 100 pessoas.

Bahia – A categoria também se mobilizou e realizou uma passeata com aproximadamente 70 pessoas. Rio Grande do Norte – Houve um ato unitário com outras categorias que reuniu mais de 700 pessoas. Uma nova reunião está marcada para o dia 28 de janeiro.

Paraná – Além de defender os eixos que compõem a pauta da Campanha, o ato público realizado a partir das 9h30 na Praça Santos Andrade, em Curitiba, teve como objetivo dialogar com a sociedade sobre o papel fundamental que os serviços públicos exercem, e sobre a necessidade de defender a qualidade destes serviços em benefício da população. A manifestação também reforçou a posição contrária das entidades em relação à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Alagoas – Entidades representativas dos SPF no estado se reuniram pela manhã, na sede do Sindicato dos Técnicos da Ufal (Sintufal), para dar início à Campanha, além de discutir sobre a mobilização e os preparativos para o lançamento nacional em Brasília, no dia 5 de fevereiro. A Associação dos Docentes da Ufal (Adufal), Seção Sindical do ANDES-SN, esteve presente no encontro.

Rio Grande do Sul – O lançamento da Campanha foi iniciado com uma coletiva de imprensa, às 10h, no auditório do Sindisprev-RS, em Porto Alegre. A atividade contou ainda com uma palestra da coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida, Maria Lúcia Fattorelli, às 16h, no auditório da Faculdade de Economia da UFRGS.

Maranhão – O lançamento da Campanha, em São Luiz, contou com a presença de trabalhadores de vários setores do serviço público, entre eles Judiciário Federal, MPU, docentes e técnicos das universidades e institutos federais, IBGE, Previdência e dos Ministérios.

Pará – O Fórum Estadual dos SPF no Pará, composto pela Adufpa – Seção Sindical do ANDES-SN -, Sintesep, Sindtifes e Sinasefe, realizou pela manhã uma atividade em frente ao Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), que marcou o lançamento da Campanha. As entidades aproveitaram para denunciar o recente ataque à saúde pública, à autonomia universitária e ao Ensino, Pesquisa e Extensão, com a privatização dos hospitais universitários da UFPA, por meio de uma questionável votação por e-mail, que transferiu a gestão dos hospitais Barros Barreto e Bettina Ferro à Ebserh.

“Jogando juntos, a gente conquista-Serviço Público Padrão Fifa!”

Neste ano de Copa do Mundo, a campanha traz o tema “Jogando juntos, a gente conquista-Serviço Público Padrão Fifa!”. Também faz um contraponto aos gastos do governo com esse megaevento, além de exigir o mesmo investimento nos serviços públicos e valorização do servidor.

Em um levantamento de dados do Portal da Transparência da CGU (Controladoria-Geral da União) foi possível verificar que em nove das 12 cidades-sede o financiamento federal para a construção e reforma dos estádios para a Copa é maior do que os repasses da União para a educação nos últimos quatro anos.

Os servidores sabem que por ser ano de Copa do Mundo e de eleições presidenciais o calendário será apertado e, por isso, estão correndo contra o tempo para por na rua a Campanha. Mas não será uma campanha fácil.

Os desafios que os servidores enfrentarão serão muitos, já que o governo de Dilma Rousseff não prevê reposições salariais na proposta orçamentária da União para 2014.

Segundo dados da Auditoria Cidadã da Dívida, enquanto o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2014 prevê um total de despesas de R$ 2,4 trilhões, dos quais R$ 1,002 trilhão (42%) é destinado para o pagamento de juros e amortizações da dívida pública; a soma de investimentos em setores fundamentais como saúde, educação e transporte não chega a 10%. Já para os gastos com pessoal (os servidores públicos), o PLOA prevê somente a segunda parcela do reajuste anual de 5%, que sequer cobre a inflação do período.

A Campanha é organizada pelo Fórum Nacional dos Servidores Públicos Federais, do qual a CSP-Conlutas é integrante. Os servidores estão dispostos a repetir ou tornar essa campanha ainda maior a que foi realizada em 2012 quando houve uma forte greve, que não era feita pela categoria, com essa intensidade, há dez anos.

Entre as principais reivindicações dos servidores estão: a luta por uma política salarial permanente; paridade entre ativos, aposentados e pensionistas; definição de data-base; regulamentação da negociação coletiva; diretrizes de plano de carreira; retirada de projetos no Congresso Nacional que prejudicam os trabalhadores públicos; cumprimento por parte do governo de acordos e protocolos de intenções firmados em processos de negociação, bem como a antecipação da parcela de reajuste prevista para janeiro de 2015 e o reajuste em benefícios.

Além dessas reivindicações, os servidores públicos seguem lutando pela revogação da lei que criou a Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp) e em defesa da Previdência Pública para todos.

Confira o calendário de luta da categoria:

22/01 – Lançamento da Campanha Salarial dos SPFs nos estados, com caráter de Dia Nacional de Lutas;
23/01 – Reunião, às 16h, em Brasília, para avaliação das ações realizadas no dia 22/1;
05/02 – Ato público em Brasília, a partir das 9h, em frente ao Bloco K, Ministério do Planejamento, na Esplanada dos Ministérios;
06/02 – Seminário sobre a Dívida – Auditoria Cidadã;
07/02 – Reunião ampliada das Entidades dos SPFs para discutir a ampliação da mobilização e o indicativo de greve já sinalizado por algumas entidades;
12/02 – Reunião das Centrais Sindicais com o senador Romero Jucá (PMDB-RR), relator do Projeto de Lei (PL) que restringe o direito de greve dos servidores públicos federais que deverá apontara data para uma audiência pública.

Fonte: CSP-Conlutas, com informações do Sindsef-SP, Sintrajud-SP, Andes-SN

24
Jan
14

Deu na imprensa: Ato público lança campanha salarial dos servidores públicos federais, que já planejam parar em março

Um ato público em frente ao Hospital Universitário João de Barros Barreto, no bairro do Guamá, marcou, ontem, o pré-lançamento em Belém da campanha salarial 2014 dos servidores públicos federais. A categoria ameaça paralisar os principais órgãos do governo federal em todo o Brasil a partir de março. Segundo os manifestantes, já existe mobilização para a grande paralisação e o ato, organizado pelo Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe-PA) e outras entidades ligadas à classe trabalhadora federal, representou o primeiro anúncio disso. Uma nova manifestação está agendada para o dia 5 de fevereiro, data que marca o lançamento oficial da campanha salarial e quando ocorrerá uma grande marcha a Brasília.

De acordo com o coordenador geral do Sinasefe-PA, Antônio Vitorino, o funcionalismo público está insatisfeito com as últimas negociações feitas com o governo federal. “Na campanha salarial de 2013 assinamos um acordo ruim, que ficou pior ainda com as altas taxas inflacionárias. Como o aumento proposto àquela época foi parcelado até 2015, o reajuste anual é corroído pela inflação”, argumentou. Ele conta que o acertado entre o governo Dilma e o funcionalismo público federal foi um reajuste de 15%, parcelado em três anos, ou seja, os salários aumentam 5% a cada ano. “Não podemos aceitar que o governo gaste bilhões e bilhões com estádios, seguindo um padrão Fifa de luxo, sendo que os trabalhadores que fazem o País são remunerados com um salário de miséria”, argumentou, classificando alguns estádios que estão sendo construídos para a Copa do Mundo, como o de Manaus (AM), por exemplo, de “elefante branco”. Ele destacou que as mobilizações pontuais no Pará, que contam com a adesão de servidores da educação, da saúde e da segurança, entre outros, são prévias de uma luta maior que será travada neste primeiro semestre.

“Após o lançamento da Campanha Salarial 2014, em Brasília, no mês que vem, teremos o Congresso Nacional dos Servidores Federais, em março, onde serão discutidos com mais veemência os pontos da greve. As paralisações começarão em seguida, ainda neste semestre, quando começa a Copa”, avisou. Segundo ele, “pelo menos no Pará”, a greve será unificada. Vitorino destacou que o ponto de partida será a cláusula econômica, mas as condições de trabalho terão maior espaço na mesa de negociação. “A primeira solicitação é a antecipação do aumento de 5% que será concedido em 2015 para este ano, ou seja, ao invés de reajustar em 5%, eleva-se em 10% os salários dos servidores”, adiantou. Outro ponto fundamental é a condição de trabalho. O coordenador do Sinasefe-PA aponta várias questões que tornam a saúde e educação brasileira sucateadas. “Ainda estamos em janeiro, mas já começamos a avisar a população, e, sobretudo o governo, que temos fortemente arraigada em nossa mente a intenção de paralisar. Tudo vai depender de como os ministérios e a presidente Dilma tocarão as nossas questões”, concluiu.

Fonte: Amazônia Jornal http://www.orm.com.br/amazoniajornal/interna/default.asp?modulo=222&codigo=692457

24
Jan
14

SINASEFE-PA e demais entidades do Fórum Estadual de Luta dos SPF’s lançam Campanha Salarial com ato no HUJBB

Ato_22_01_14 (11)Para marcar o pré-lançamento da Campanha Salarial 2014 dos Servidores Públicos Federais (SPF’s) o Fórum Estadual de Luta (composto pelo SINASEFE/PA, ADUFPA, SINTSEP e SINDTIFES) realizou na manhã de hoje, 22/01, um ato público em frente ao Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), alvo de mais uma política nociva de privatização do governo federal: a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

“A implantação da EBSERH na UFPA, imposta pela Administração Superior da Universidade através de uma questionável votação por meio eletrônico, sem qualquer discussão com a comunidade universitária, com entidades sindicais e muito menos com a população usuária, significa não apenas a privatização dos hospitais universitários Barros Barreto e Betina Ferro, mas também a precarização dos serviços de saúde”, disse a dirigente do SINDTIFES, Angela Azevedo.

Trabalhadores do HUJBB também criticaram a decisão de colocar a saúde na lógica do mercado. “O que interessa para uma empresa é apenas o lucro. Que garantia teremos de que os hospitais universitários, referência em diversos tratamentos, continuarão a oferecer atendimento gratuito à população e a serviço da formação profissional dos estudantes?”, questionaram.

O diretor do SINASEFE-PA, Antonio Vitorino, também se posicionou contra a privatização da saúde e a precarização dos serviços públicos. “O Brasil tem a segunda maior carga tributária entre os países da América Latina, ou seja, o governo arrecada muito, mas não devolve o dinheiro dos impostos da maneira que deveria. Prefere gastar dinheiro com a Copa do Mundo que investir em saúde, educação e segurança. É por isso que nós queremos serviço público padrão FIFA!”, afirmou, se referindo à Campanha Salarial deste ano.

Neste ano de Copa do Mundo, os servidores colocam nas ruas o tema “Jogando juntos, a gente conquista-Serviço Público Padrão Fifa!”, que além de fazer um contraponto aos gastos do governo com esse megaevento, exige o mesmo investimento nos serviços públicos e, é claro, a valorização do servidor.

Porém, a presidente Dilma Rousseff já sinalizou que não tem reposição salarial em 2014. Por isso, a mobilização de cada servidor é essencial para fazer o enfrentamento com o governo e arrancar, de fato, reajustes salariais e melhores condições de trabalho e vida.

Os diretores do SINASEFE-PA, Acácio Melo e Carlos Nobre, também compareceram ao ato.

Reunião

O Fórum Estadual de Luta volta a se reunir nesta quinta-feira, dia 23/01, na sede do SINASEFE-PA, para avaliar o ato de pré-lançamento da Campanha Salarial 2014; discutir a organização da caravana estadual que vai participar da Marcha de Abertura da campanha, no dia 05/02, em Brasília-DF; e referendar o indicativo de greve para a 2ª quinzena de março.

Principais Reivindicações

– Luta por uma política salarial permanente;
– Paridade entre ativos, aposentados e pensionistas;
– Definição de data-base;
– Regulamentação da negociação coletiva;
– Diretrizes de plano de carreira;
– Retirada de projetos no Congresso Nacional que prejudicam os trabalhadores públicos;
– Cumprimento por parte do governo de acordos e protocolos de intenções firmados em processos de negociação, bem como a antecipação da parcela de reajuste prevista para janeiro de 2015 e o reajuste em benefícios;
– Revogação da lei que criou a Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp);
– Defesa da Previdência Pública para todos.

Fonte: SINASEFE-PA

21
Jan
14

Errata: Assembleia delibera sobre denúncias dos coordenadores-gerais

AGE_24_01_14




AGENDA

JANEIRO/2014

04 - Reunião das Entidades do Serviço Público, em Brasília/DF

05 - Marcha de Abertura da Campanha Salarial 2014 dos SPFs, em Brasília/DF

06 - Seminário sobre Dívida Pública, em Brasília/DF

07 - Plenária do Fórum de Entidades do Serviço Público, em Brasília/DF

13 - Reunião da CNS, em Brasília/DF

21 - Prazo final para realização das assembleias para eleição de delegados do 28º CONSINASEFE e para discussão da greve

22 a 23 - 120ª PLENA do SINASEFE, em Brasília/DF

NOVO SITE DO SINASEFE-PA

Vídeos

Fotos

Abril 2017
S M T W T F S
« Fev    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Arquivos

Diretoria Executiva – Biênio 2013/2015 – Gestão Ação e Luta

Coordenação Geral
Antônio Vitorino de Morais
Acácio Tarciso Moreira de Melo
Carlos Alberto Nobre da Silva

Secretário Geral
Cledson Nahum Alves

Secretário Adjunto
Luiz Otávio Monteiro Barroso

Tesoureiro Geral
Waldemir Gonçalves Nascimento

Tesoureiro Adjunto
Bartolomeu José de Barroso Junior

Secretário de Formação Política e Sindical
José Maria Cardoso Sacramento

Secretario de Imprensa e Divulgação
Maria Grings Batista

Secretario de Assuntos Legislativos e Jurídicos
Valderino Assunção Souza

FALE CONOSCO

TWITTER

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.

Estatísticas do Blog

  • 71,338 Visitantes

Acessos no dia de hoje

política